Skip to content

IR 2020: Maior lote de restituição do imposto de renda!

O imposto de renda é sempre um assunto que gera muitas dúvidas, seja pela necessidade de declaração ou pelas datas a serem seguidas. A declaração de Imposto de Renda 2020, por exemplo, teve a sua data final modificada.

Apesar de um prazo maior para realizar o procedimento, muitas pessoas ainda deixaram para fazer tudo na última hora, o que tem gerado uma série de complicações e lentidão no sistema.

O último dia para entregar o Imposto de Renda 2020 foi em 30 de junho. Sendo assim, no último dia 23 de julho, a Receita Federal liberou a consulta do segundo lote de restituição do mesmo. Esse lote deverá retornar R$ 5,7 bilhões a 3.306.644 brasileiros, batendo o recorde de maior valor de restituição em todos os tempos.

Do valor total, R$ 3,9 bilhões serão restituídos a contribuintes que possuem prioridade legal, tais como idosos, pessoas com algum tipo de deficiência (mental, física ou doença grave) e pessoas que possuam no magistério sua maior fonte de renda.

Ficou curioso e quer saber mais sobre o maior lote de restituição de Imposto de Renda de todos os tempos e também sobre o imposto de renda 2020 valor? Então, é só continuar acompanhando esse artigo e tirar todas as suas dúvidas sobre imposto de renda 2020 como preencher.

Quem precisa declarar o imposto de renda em 2020?

imposto de renda 2020 alíquota
IR 2020: Maior lote de restituição do imposto de renda!

Uma das maiores dúvidas em relação ao Imposto de Renda 2020 é sobre quais são os brasileiros que devem realizar a declaração. Afinal, fazer todo o cálculo da renda pode ser bem complicado, mesmo com o prazo final do imposto de renda 2020 adiado. Sendo assim, confira a seguir as regras para o imposto de renda 2020 quem deve declarar:

  • Brasileiros que obtiveram um rendimento anual tributável de valor igual ou superior a R$ 28.559,70;
  • Rendimentos tributáveis e não tributáveis advindos diretos da fonte que apresentam valor igual ou acima de R$ 40.000,00;
  • Brasileiros que possuem renda com valor igual ou acima de R$ 142.798,50;
  • Pessoas que possuem bens cujo valor seja igual ou maior a R$ 300.000,00;
  • Cidadãos que obtiveram algum tipo de ganho de capital sobre alienação de bens e direitos;
  • Brasileiros que realizaram ação na bolsa de valores, mercados futuros ou atividades relacionadas,
  • Cidadão residentes em áreas rurais que apresentem interesse em realizar alguma compensação de prejuízos ou perdas relacionadas ao ano de 2019.

Prazo de entrega da declaração e retificação do imposto de renda 2020

Fazer a declaração do Imposto de Renda de 2020 é muito mais que uma simples obrigação fiscal. Afinal, ele faz parte do conjunto de deveres que os cidadãos devem cumprir para viver dentro da legalidade na sociedade brasileira e se você quiser ficar dentro da lei, confira as dicas abaixo.

Sendo assim, todos os anos o Governo Federal estabelece um prazo para entrega, o qual deve ser seguido para que todos estejam legais com os seus deveres fiscais. Por isso, conhecer o imposto de renda 2020 prazo é fundamental!

Para te ajudar, saiba que a declaração do Imposto de Renda 2020 data limite foi no dia 30 de junho. Se tratando da retificação do documento, existem duas opções:

  • Retificação realizada até o dia 30 de junho, ainda dentro do prazo de entrega da declaração,
  • Retificação realizada até 5 anos após a entrega da declaração, sem multa.

Quem declara antes pode receber mais rápido?

Apesar de muita gente deixar para entregar o Imposto de Renda 2020 na última hora, essa não é uma boa ideia se você tem pressa de receber sua restituição e quer que ela seja incluída em um dos primeiros lotes. O primeiro normalmente é exclusivo para contribuintes prioritários – idosos, deficientes e magistrados.

A partir do segundo lote, o Imposto de Renda 2020 pagamento será realizado para os contribuintes que realizaram a entrega da declaração o quanto antes. Ou seja, quem entregou primeiro o Imposto de Renda tem prioridade na hora da restituição e pode receber sua parcela do valor com antes que os demais.

Quem recebe a restituição?

Receber uma parte do Imposto de Renda de volta com certeza é uma oportunidade que ninguém deseja desperdiçar. No entanto, para isso é preciso ficar bem atento a algumas normas, de modo a verificar se o seu caso se encaixa entre os elegíveis.

As regras para restituição do Imposto de Renda 2020 são as mesmas dos anos anteriores. Isso significa que toda pessoa que declara Imposto de Renda tem direito à restituição caso haja saldo a ser recebido.

A restituição nada mais é do que a devolução do valor pago a mais ou a menos para a Receita Federal durante o ano de 2019. Assim, se na hora da entrega da declaração você perceber uma indicação de diferença positiva, significa que será necessário pagar o restante do valor.

Caso a diferença apontada seja negativa, significa que há saldo a ser recebido, ou seja, você receberá a restituição do Imposto de Renda na quantia estimada pela Receita Federal, sempre de acordo com a sua declaração.

Consulta do valor da restituição

Sabendo que há a possibilidade de receber uma restituição do valor, vale entender também como consultar se você está na lista dos elegíveis ao saldo. Para fazer a sua consulta a imposto de renda 2020 e saber o valor de restituição do Imposto de Renda 2020 é muito fácil. Basta acessar o site da Receita Federal https://receita.economia.gov.br/ e buscar pela área do Imposto de Renda.

No campo destacado, você deverá inserir seu CPF e sua data de nascimento para realizar a consulta. Logo em seguida, uma nova tela será aberta e nela estarão contidas as informações sobre a situação das declarações do Imposto de Renda 2020.

Datas dos lotes para pagamento para restituição 2020

A restituição do Imposto de Renda 2020 é um direito de todos que fazem essa contribuição. Porém, ela é realizada sempre em datas específicas, seguindo um calendário do Governo Federal. Em 2020, as datas previstas são as seguintes:

  • Primeiro lote: 29/05/2020
  • Segundo lote: 30/06/2020
  • Terceiro lote: 31/07/2020
  • Quarto lote: 31/08/2020
  • Quinto lote: 30/09/2020

Aviso via celular do IR

Com a chegada dos Smartphone, todos os âmbitos estão se adaptando a essa rápida e prática tecnologia. Uma prova disso é a possibilidade de receber o aviso de restituição do Imposto de Renda 2020 via aplicativo de celular. O aplicativo em questão se chama Pessoa Física e através dele é possível realizar a consulta do lote do Imposto de Renda e da restituição que diz respeito a sua situação.

Além disso, é possível ligar um alerta para avisar o contribuinte quando o valor for liberado. Parece uma boa ideia, não é? Para ter acesso a esse recurso basta baixar o aplicativo e acessar o menu “Consulta Restituição”.

Preenchimento de dados bancários

O pagamento da restituição do Imposto de Renda 2020 é realizado exclusivamente através de depósito em conta-corrente ou poupança de titularidade do próprio beneficiário. Ou seja, é preciso fornecer ao Governo Federal os dados da sua conta, para que seja depositado o saldo. Para cadastrar sua conta, é necessário:

  • Selecionar na tela “Cálculo do imposto”;
  • Localizar a aba “informações bancárias” através do campo “contas pré cadastradas”;
  • Selecionar algum dos bancos informados na ficha “Bens e Direitos” nos códigos “41 – Caderneta de poupança” ou “61 – Depósito bancário em conta corrente no país”,
  • Em seguida basta preencher com as suas informações bancárias referentes à conta corrente ou poupança que gostaria de receber a restituição.

imposto de renda 2020 boleto

Alteração de conta na Receita Federal

Se você cadastrou uma conta bancária, mas se arrependeu e deseja trocar as informações, não é preciso se preocupar. Existe a possibilidade de realizar a alteração das informações bancárias cadastradas no Imposto de Renda 2020 através da retificação da declaração. Apesar de ser uma opção viável, pode acarretar no atraso da liberação da restituição do imposto.

O acontece se o contribuinte não sacar a restituição em 12 meses?

O valor referente à restituição do Imposto de Renda 2020 fica disponível para saque durante 12 meses. Após esse período, caso o contribuinte não receba a quantia, essa quantia retorna aos cofres da Receita Federal. Em situações como essa, o contribuinte deverá requerer novamente a restituição.

Assim, ele deverá solicitar o pagamento através de um formulário eletrônico chamado “Pedido de pagamento de restituição”. A restituição poderá ser solicitada dentro de um prazo de até 5 anos contados a partir da data na qual o valor foi encaminhado ao banco primeiramente.

Ou seja, vale verificar se você não acabou perdendo a oportunidade de receber algum valor. Pode ser que ainda esteja disponível a opção de sacá-lo e garantir aquela graninha inesperada.

Com todas essas informações sobre o imposto de renda 2020 como funciona e sua restituição, você já deve ter se tornado um especialista no assunto. Porém, se ainda ficou com alguma dúvida, vale a pena dar uma olhada nesse vídeo para descobrir ainda mais!

E, ainda, se você tem interesse em ficar por dentro e se manter atualizado sobre todas as novidades referentes ao Imposto de Renda, não deixe de consultar nosso blog e dar uma olhada nos artigos que separamos por lá! https://conectividadesocial.online/, assim você fica sabendo tudo sobre o imposto de renda 2020 data e as melhores fo